MENU

07/06/2021 às 16h24min - Atualizada em 07/06/2021 às 16h24min

Vinho Pra que Te quero!

Nilson - Papo Sabor
Em meio ao desfile de vaidades, da sede de poder e de aparencia no agitado mundo de marcas em busca de posicionamento, de comercialização e vendas, em meio ao apoteótico número de vinhos com alta pontuação oriundos dos mais variados concursos por todo lado, muitos do tipo fantasia de carnaval, outros do tipo pague e leve sua medalha de “Triplo Extra Duplo Gold Platinun Top” fica o consumidor, muitas vezes atormentado e aflito pois só deseja beber um vinho, um bom vinho dentro daquilo que esta disposto a pagar.

Vai vacinar no braço ou no BumBum?

CoronaVac ou Pfizzer?

Medalha, medalha, medalha diria o Mutley da saudosa Corrida Maluca, que para um quase sexagenários como eu, alegrou no caminho até aqui.

Relaxe, vinho é simplicidade e bem querer, é confraternizar consigo ou com o próximo, é desconectar um pouco da pressão do dia a dia.

Foto:divulgação


Lógico que a comparação entre custo x prazer é uma parte fundamental daqueles que estão tomados pelo mundo de Baco e traz uma genial e divertida competição, por assim dizer, quando entre amigos um abre uma garrafa e apresenta seu achado e, tendo informação compartilha com todos, eis que o próximo faz o mesmo com a sua e por ai vai, e é o que torna tudo bacana  quando o objetivo é enriquecer o coletivo social  e não ganhar algum troféu, o troféu do expert, do sabidão, pois ai fica fora do espírito da coisa, do unir, de somar.

Sem dúvida alguma, no aspecto comercial muitos concursos e pontuações atribuidas a este ou aquele vinho tem sua importância que é  poder comunicar ao consumidor um degrau da qualidade conquistada mas, acima de tudo, é o gosto de quem for apreciar  quem irá determinar se vale ou não o preço atribuido aquilo que está sendo entregue.

92 JS (James Suckling), ou 90 RP (Robert Parker), 94 Descorchados, Gold, Silver ou Bronze para a Decanter, Top 100 WS,  enfim, são atibutos destacados por profissionais ou equipes de profissionias que ficam metendo o  nariz onde são chamados: no vinho que você eventualmente vai provar, isto não quer dizer que você tem de ser um deles, um profissional  para gostar ou não do vinho, do preço e da distinção atribuida e ele.

Não tem jeito; ainda bem, pois o que resolve afinal é o gosto e o bolso pessoal. Se provou e gostou aprove se não abra a próxima, afinal o melhor vinho é o próximo e não o mais pontuado nesta sequência infindável, ainda bem. Seria tão monótono e sem graça se todos os vinhos fossem iguais, tipo coca-cola ou um reservado da vida, que castigo, mais um nestes tempos conturbados.
 
A todo instante novos nomes de uvas e de regiões  surgem, num processo dinâmico e incessante, e aqui no Brasil muitas surpresas não param de chegar ao nosso alcance como vinhos da Chapada Diamantina na Bahia, da Serra da Mantiqueira tanto de São Paulo quanto de Minas Gerais, enfim, prá todo lado vinhos de muita qualidade com ótimas relações custo x prazer.

Aventure-se e saque sua rolha!

#PAPOINDICA - No Armazém Conceição você encontra um mundo de  diversidade de Pinot Noir em Vinhos e espumantes de tudo quanto é lado.
 
Por: Nilson Cesar - Armazém Conceição.

Clique aqui e dê aquele confere!

https://www.armazemconceicao.com.br/




 
Link
Tags »
Leia Também »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://paposabor.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp