13/01/2022 às 14h33min - Atualizada em 13/01/2022 às 14h33min

Marfrig investe na produção de cordeiro da Patagônia

Unidade da companhia localizada em ilha remota no extremo sul do Chile abate 180.00 animais por ano.

- Papo Sabor
Amanda Carbonera
Foto:divulgação


Considerada uma das carnes mais nobres da gastronomia, o cordeiro da Patagônia é macio, suculento e possui grande valor nutricional. Alinhada com a tendência gastronômica, a Marfrig -- líder global em produção de hambúrgueres e uma das maiores empresas de carne bovina do mundo – pretende disseminar de vez o consumo do corte no segmento de food service no Brasil e oferecer também opções orgânicas em 2022.

Adquirida pela Marfrig em 2007, a planta da Patagônia possui 9.000 metros quadrados e está localizada em uma das ilhas remotas do arquipélago “Terra do Fogo”, no extremo sul do Chile. A operação anual acontece somente entre janeiro e maio -- quando as condições climáticas são mais propícias, uma vez que o inverno na região é bastante rigoroso. Durante a temporada, 400 funcionários trabalham para garantir a cadeia de produção, com abate de 180.000 animais.

Os chamados cordeiros são filhotes de ovelhas que possuem peso diferenciado – aproximadamente 13 quilos – o que faz o produto altamente demandado mundialmente pela boa relação de músculo e gordura. Os rebanhos são criados pelos produtores locais nos extensos campos patagônicos e alimentados 100% a pasto, sem confinamento, o que torna a produção mais sustentável. Como resultado, a carne proveniente desse ambiente tem uma gordura saudável e mais qualidade, sabor, maciez e suculência.

“O cordeiro da Patagônia é um dos nossos cortes mais diferenciados em sabor e qualidade. Acreditamos que a carne é uma boa opção para ser descoberta pelos consumidores que ainda não tiveram essa experiência gastronômica. Além de sustentável, esta é mais uma alternativa saborosa para integrar o cardápio do brasileiro”, diz Mariano Pabon, CEO da operação da Marfrig no Chile.

Mercados diversificados

No Brasil, o corte faz parte da linha Bassi Patagonia, marca de carnes nobres da Marfrig. Para 2022, a companhia pretende incluir o cordeiro da Patagônia também em boutiques e casas de carnes especializadas no ramo e no food service -- segmento composto por restaurantes, bares e padarias -- e criar uma versão de carne orgânica do corte.

Além de Chile e Brasil, o produto congelado é destinado ao varejo do mercado internacional, exportado para Estados Unidos, China e Europa. Para isso, a planta possui a certificação BRC, reconhecida pela GFSI (Global Food Safety Initiative), um programa que visa harmonizar as normas internacionais de segurança de alimentos com o apoio dos maiores varejistas e fabricantes de alimentos do mundo. A unidade da Marfrig ainda possui uma estrutura apropriada para o ritual Kosher, próprio da culinária judaica. 


SOBRE A MARFRIG 

A Marfrig é uma das companhias líderes em carne bovina e maior produtora de hambúrguer no mundo, com receita líquida de 79,7 bilhões de reais nos últimos 12 meses (3T21) e capacidade diária de abate de mais de 30.100 bovinos em suas unidades da América do Sul e América do Norte, bem como capacidade de produção de 222.000 toneladas de hambúrgueres por ano. Emprega mais de 30.000 colaboradores, distribuídos em 31 unidades produtivas, processa e comercializa carne in natura, produtos processados, pratos prontos à base de carne bovina, produtos complementares e derivados de carne, além de couro para os mercados doméstico e internacional. Reconhecida pela qualidade de seus produtos e por sua atuação sustentável, a Marfrig mantém projetos pioneiros para a preservação do meio ambiente e dos recursos naturais.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://paposabor.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp