06/01/2021 às 16h30min - Atualizada em 06/01/2021 às 16h30min

Você sabe como aproveitar os alimentos e colabora com a sustentabilidade?

Conheça aqui a importância do aproveitamento completo de alimentos, incluindo cascas, talos e sementes.

João Pedro Malar - O Estado de S. Paulo
Foto:divulgação


Você sabia que quase metade da comida produzida no mundo é jogada fora e que boa parte desse desperdício acontece em casa? A necessidade por mudar esse cenário é visível e, acima de tudo, urgente.

Segundo a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), entre 1/4 e 1/3 de toda comida produzida no mundo é desperdiçada ao longo do ciclo de produção e consumo. Esse valor equivale a cerca de 1,3 bilhões de toneladas de alimento indo para o lixo todo ano, enquanto 47 milhões de pessoas ainda vivem em situação de fome apenas na América Latina.

O desperdício de alimentos tem uma série de impactos sociais e ambientais e deve ser evitado a todo custo. Água, energia e trabalho são desperdiçados com os alimentos. Além de todos esses impactos negativos, desperdiçar alimentos traz mais um prejuízo: para o bolso.

Com medidas simples, como comprar somente o necessário, consumir os alimentos antes de estragarem e aproveitá-los por completo, por exemplo, é possível diminuir bastante esse desperdício de dinheiro e, especialmente, de comida.

1.       Compre com inteligência

Planeje suas próximas refeições, liste todos os ingredientes necessários para produzir os pratos escolhidos e compre apenas a quantidade necessária para o preparo. Também não se esqueça de verificar o que você já tem em casa antes de preparar a lista.

Não estoque alimentos, evite comprar por impulso e, se você prepara suas refeições diariamente, tente se acostumar em ir ao mercado com mais frequência, adquirindo alimentos frescos e impedindo que eles estraguem.

Confira 7 dicas para economizar no supermercado

2.       Organize sua geladeira

A disposição dos alimentos na geladeira e na dispensa faz muita diferença. Deixe na frente os itens que com validade próxima do limite. Para trás, ficam os que possuem mais tempo de validade ou ainda estão fechados.

Então, sempre que chegar das compras, guarde as verduras e frutas nas gavetas corretas e congele parte dos alimentos que sabe que não irá consumir imediatamente. A geladeira e o freezer podem ser grandes aliados se souber entender e respeitar suas regras de uso.

3.       Congele

Cozinhou mais que o necessário? Separe em porções pequenas, equivalentes ao consumo de uma refeição, e congele. Utilizar a geladeira é uma das melhores maneiras de aumentar a durabilidade dos produtos e evitar o desperdício.

Confira 8 alimentos que não podem ser congelados e 5 que a gente nem imaginava que podem ir para o congelador.

4.       Aproveite as sobras

Alguns alimentos que sobram podem ser reaproveitados em outras receitas, como bolinhos, tortas, sopas… Então, transforme o frango do jantar. Ele pode se tornar um sanduíche natural para o próximo almoço. E o molho à bolonhesa do macarrão pode virar um chilli com carne no dia seguinte. São muitas as opções para transformar a alimentação e impedir o desperdício.

Confira o que fazer com as sobras de pão.

5.       Use o alimento por completo

É preciso entender as possibilidades de nutrição vindas de cascas, talos, folhas e sementes, e como respeitar o alimento como um todo. Em muitos casos, as partes dos alimentos que jogamos fora são extremamente nutritivas e ricas em fibras. Procure receitas que aproveitem integralmente os alimentos. Tem legumes de sobra? Faça uma deliciosa sopa. O importante é usar tudo que está na geladeira.

6.       Compras local

Dê preferência aos alimentos produzidos em locais próximos ao que você vive. Essas escolhas diminuem o tempo de transporte (poluindo menos o planeta), o alimento dura mais tempo e você contribui para a economia local. Além disso, priorize frutas, verduras e legumes da estação. Os alimentos produzidos na época mais propícia para o seu crescimento exigem uma menor utilização de agroquímicos e insumos em sua produção do que os produtos fora de sua época ideal.

Identifique as frutas maduras facilmente.

7.       Armazenamento correto é tudo

Boa parte do que jogamos fora é derivado da estocagem inadequada dos produtos: alguns devem ir a geladeira, outros precisam ficar em ambientes secos e sem incidência solar. É importante ficar de olho nas recomendações de armazenamento nas embalagens e seguir o indicado pelo produtor.

8.       Tenha uma horta

Ter sua própria hortinha é uma ótima solução para evitar o desperdício de alimentos na hora de cozinhar. Com ela, você terá alimentos sempre fresquinhos, com garantia da procedência, orgânicos e apenas na quantidade necessária. Ou seja, desperdício zero.

Aproveite e use cascas de ovo como adubo natural para a sua horta.

9.       Controle-se em restaurantes

Aqui também vale a técnica de “não ir ao supermercado com fome”. Claro que não dá pra jantar antes de sair de casa, mas evite esperar a fome bater de verdade para escolher o que comer. Peça porções menores e sirva-se somente pelo tamanho da sua fome.

Alguns alimentos podem ter suas sobras replantadas. Complete sua horta.

10.   Divida para evitar o desperdício

Passe adiante. Ajude quem necessita ou divida as porções compradas com amigos e vizinhos. Assim, você economiza e não desperdiça.

Viu só? Evitar o desperdício de alimentos é fácil! Basta começar a prestar mais atenção em cada etapa do consumo, desde a aquisição até o descarte. Como resultado, você diminuirá sua pegada ecológica de uma vez por todas.

Por:
bebanutrinectar.
 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://paposabor.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp