08/01/2021 às 15h54min - Atualizada em 08/01/2021 às 15h54min

Vale dos vinhedos – Serra gaúcha

Aos amantes da boa mesa e do bom vinho, nada melhor que explorar e conhecer o Brasil através do vinho.

- Marina Schmidt
Foto: divulgação


 
O Vale dos Vinhedos é o principal e mais bem estruturado destino de Enoturismo do Brasil. Está localizado a 130km de Porto Alegre, na região da Serra Gaúcha, entre os municípios de Garibaldi, Monte Belo do Sul e Bento Gonçalves.

A história da uva e do vinho na região tem início lá em 1875, quando os primeiros imigrantes italianos chegaram em Bento Gonçalves e viram na viticultura uma oportunidade de sustento de suas famílias. Essa história é muito bem contada na atração Epopéia Italiana em Bento Gonçalves, um teatro interativo que conta a história dos imigrantes Lázaro e Rosa ao chegarem ao Brasil, a terra prometida. Vale muito a pena participar desta atração e depois embarcar no Trem Maria Fumaça para viver um pouco da alegria italiana. Um pouco mais de história é vista no Caminhos de Pedra, onde há diversos estabelecimentos, como a Casa da Erva Mate, Casa da Ovelha, Casa do Tomate e árvore Maria Mole que contam a história dos imigrantes e apresentam a gastronomia e cultura italiana que até hoje é mantida na região. O pessoal é muito receptivo e orgulhoso de sua origem, muitos até falam com sotaque um pouco italiano devido a herança de seus antepassados.

Mas o principal atrativo do Vale dos Vinhedos mesmo, são as vinícolas. Há de todo tipo, vinícolas familiares, boutique, orgânicas, biodinâmicas, cooperativas e grandes empreendimentos. Os vinhos produzidos no Vale dos Vinhedos são referência no Brasil e no mundo, tendo a região recebido a primeira Denominação de Origem do Brasil, atestando a qualidade dos vinhos produzidos ali.

Foto: divulgação
 
As vinícolas ficam abertas durante o ano todo e oferecem tours guiados por suas instalações onde contam a história da origem da vinícola, como é o processo de vinificação dos vinhos e oferecem degustação de alguns rótulos da vinícola. A maioria das vinícolas cobram uma taxa de visitação e é sempre bom agendar sua visita com antecedência. Além do tour tradicional, algumas vinícolas oferecem outras experiências, como degustação harmonizada com chocolate na Vinícola Garibaldi; Cursos de degustação na Casa Valduga; almoços harmonizados, entre outras várias atividades. O ideal é se programar com antecedência e elaborar o seu roteiro antes de chegar ao destino para garantir uma viagem inesquecível!

Não existe a melhor época para visitar o Vale dos Vinhedos, pois cada estação tem seu charme! Apesar das vinícolas estarem abertas o ano todo, se você tem vontade de colher e pisar uvas no estilo italiano e caminhar pelos vinhedos carregados, a melhor época para viajar é no verão, entre janeiro e março, quando ocorre a vindima e as vinícolas estão a todo vapor colhendo as uvas para produzir os vinhos da nova safra. São diversas atividades como colher e pisar as uvas ao som de músicas italianas, pic nic em meio aos parreirais, almoços harmonizados nos jardins das vinícolas e cursos de degustação exclusivos. Um momento muito festivo e alegre para se visitar o Vale.  Entre abril e maio, com a chegada da primavera, o clima já está mais frio e os vinhedos ganham tons de amarelo alaranjado dando um ar romântico na paisagem. Se a ideia é curtir o clima frio da Serra Gaúcha, junho, julho e agosto são meses de muito frio e a paisagem está dormente, com as parreiras sem folhas, mas a gastronomia ganha destaque acompanhada de excelentes vinhos.

Os principais hotéis para se hospedar estão concentrados na cidade de Bento Gonçalves ou Garibaldi. Gosto muito do Laghetto Viverone Estação, em Bento, e do Hotel Casacurta, em Garibaldi. Estão bem localizados para ir a bares e restaurantes depois de um dia de passeios, mas a maioria das vinícolas ficam distantes. Também há opções de hotéis em meio aos vinhedos, como as Pousadas da Casa Valduga e o Hotel e Spa do Vinho. Por estarem em meio aos vinhedos, não estão próximos de farmácias, restaurantes e bares. Os hóspedes se concentram mais nas atividades e restaurantes do hotel, que por sinal, são excelentes.

Para percorrer com segurança as rotas dos vinhos (se beber, não dirija. E você vai beber!), o melhor a se fazer é contratar um carro com motorista/guia caso queira fazer um roteiro personalizado e mais privativo, ou contratar passeios em agências de viagens que oferecem diversas opções de tours visitando as mais variadas vinícolas. Consulte-nos para mais informações.

Por terem muitas opções de vinícolas nas rotas do Vale dos Vinhedos, é bom é fazer um planejamento prévio do roteiro e reservar antecipadamente as visitas às vinícolas. Deixo abaixo algumas sugestões de vinícolas para você incluir no seu roteiro:

Casa Valduga | Vinícola Peterlongo |Garibaldi |Aurora | Don Laurindo |Lidio Carraro | Marco Luigi | Almaunica | Estrelas do Brasil | Cristófoli | Larentis

 

Por:Marina Schmidt
www.msviagens.tur.br
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://paposabor.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp