06/03/2021 às 22h03min - Atualizada em 06/03/2021 às 22h03min

No dia Internacional da Mulher, o Papo Sabor homenageia seis mulheres incríveis que fazem a diferença

Ser mulher é saber ser um pouco de tudo e em todos os instantes ser única e especial.

Por Cláudio Carada - Papo Sabor
Arte Claudio Carada
O Dia Internacional da Mulher é uma excelente oportunidade para lembrar que as mulheres podem ser o que elas quiserem e ocupar todos os espaços, no mercado de trabalho através de muita luta e na busca incansável na valorização de suas profissões.

Contudo,  mulheres como estás mostraram que talento, dedicação e competência não dependem do gênero ou profissão. Portanto neste post em homenagem, a estás mulheres maravilhosas levamos até você leitor depoimentos e histórias por elas contadas aqui para o Papo Sabor Experience.

Saiba mais sobre elas:

Por Ela Mesmo

Débora Gabrich - Fotógrafa 

O que ela nos conta?


A fotografia sempre foi sua forma preferida de enxergar a vida. O amor pelos cliques, junto à sua paixão por comida fizeram com que uma carreira especializada na fotografia gastronômica fosse inevitável.

Para a Débora, uma foto de comida não basta ser bonita; tem que contar uma história, passar uma experiência, despertar o desejo, a vontade e transmitir sentimentos. Com a sua formação como publicitária e uma personalidade naturalmente comunicativa, despertar este desejo em quem vê suas fotos não foi muito difícil para ela... prova disso é a água na boca instantânea ao abrir o feed de @deboragabrich

Ao longo da carreira, Débora já fotografou para clientes de projeção nacional como Outback Brasil, H2OH e Stella Artois. E vem sempre desenvolvendo novos projetos dentro da fotografia.


Para mim, uma foto de comida não basta ser bonita; tem que contar uma história, passar uma experiência, despertar o desejo, a vontade e transmitir sentimentos. As fotos gastrô estão cada vez mais em alta e com as redes sociais ainda mais presentes no nosso cotidiano é importante que as fotos sejam sempre de dar “água na boca”!


Foto:Lisa Roos
 
Fabi Aguinsky, Empresária

49 anos, uruguaia, empresária e moro no Brasil há mais de 20 anos trabalhando no segmento de vinhos. Sou CEO da AMOVINHO.COM um
e-commerce de vinhos, e VINHO COM EXPERIÊNCIA e criadora do Método Wine Share: onde ensina mulheres a fazer eventos em sua casa, sem investimentos e com possibilidades de ter um excelente rendimento mensal através do MÉTODO WINE SHARE.

Ela explica que não é necessário saber absolutamente nada sobre vinhos nem sobre eventos.

Basta ter um espaço social em casa, como uma sala de jantar e ter um perfil comunicativo.

Wine Share é um modelo de negócios, um passo a passo que conduz a organização de um evento de experiência através do vinho.
É uma proposta intimista, sustentável e agregadora. Ao compartilhar o vinho com humanização, diversão e aprendizado,  destacamos as pessoas através do vinho e não o contrário.
@fabi.aguinsky

 
Foto:Divulgação

Amanda Zavataro - Sommelièr de Cerveja

Moro em Balneário Camboriú, tenho 42 anos. Até 2016 não tomava cerveja e achava que não gostava. Mas conheci o mundo da cerveja artesanal e me encantei. Descobri dezenas de estilo, harmonização de cerveja com alimentos, com charutos, com música e filmes.

Um universo de experiências cervejeiras. Mas na época não me sentia confortável nos ambientes, extremamente masculinos. Resolvi criar um espaço onde as mulheres se sentissem à vontade para degustar, conhecer, conversar sobre cerveja.

E assim nasceu a @mariacerveja. Faço eventos de degustação, harmonização. Com minha amiga https://instagram.com/keiteem?igshid=1oe9bnnvc2geu fundamos a onfrariamulherecerveja que atualmente conta com mais de 50 mulheres. Em 2020 fizemos em collaboração com a https://instagram.com/marchandbeer?igshid=m4e40l8porl2 a Bela, uma Brut Ipa.

Meu objetivo é trazer cada vez mais mulheres para a Vida Lupulada, artesanal e local.

Foto:Cláudio Carada

Jerusa Dutra Gomes - @paposaborexperience

Foco, força, fé e foda-se: são pré-requisitos para a mulher que quer abrir o seu próprio negócio. “São os quatro pilares para compreender que não será fácil, mas que sem foco, sem determinação, sem sua espiritualidade alinhada e sem a ousadia de dar um foda-se para as dificuldades e as opiniões alheias, você não dará conta do empreender diário”, explica a empreendedora.

Natural de Rosário do Sul no RS, começou a trabalhar com 17 anos de idade, e dali para cá nunca mais parou, adora uma boa mesa, cozinhar e apreciar um bom vinhocom os amigos e nos dias quentes de verão, a boa cerveja para acompanhar.  

Mulher, Empresária, Social Media e uma dos fundadores do portal www.paposabor.com.br, a Je como é conhecida pelos amigos, hoje é sinônimo de superação, garra e muita sede de viver.

Comandou uma rede de fastfood em SC, abriu um restaurante com o objetivo de replicar a marca , treinou, ralou muito e com o marido venderam a primeira loja da rede em Joinville. História que não gosta de lembrar.

Conselho da Je -  Ter um negócio próprio está longe de significar trabalhar menos; é preciso muita dedicação e para conseguir tirar as ideias do papel e fazer acontecer. Tem que ter fôlego para ser bem sucedido – e as mulheres mostram que têm de sobra.

@ jerusa_life

Foto:Divulgação


Desirée Mendes -  Por Leandro Machado - Da BBC Brasil em São Paulo
 
De usuária de crack a dona de confeitaria: a trajetória da mulher que saiu da cracolândia e virou empresária

Desirée Mendes morou por mais de uma década na cracolândia, foi presa, teve filho na cadeia, mas recuperou-se e, agora, vai investir em um negócio próprio.

O texto poderia começar com uma cena de 11 de janeiro deste ano, uma segunda-feira ensolarada na cracolândia. Vestida com um avental e uma touca branca, ela caminhava pela região onde passou boa parte de sua vida e onde, agora, vai abrir seu próprio negócio.

Respondia a mensagens no celular enquanto usuários de crack fugiam do jato de água manipulado por um funcionário da prefeitura. Na calçada da rua Helvétia, ela diz: "Todo mundo pira na minha história, só eu é que não gosto dela".

''O que não nos mata nos torna mais fortes''


Neste ponto, a história avança até o momento atual. Desirée hoje tem 40 anos e é uma confeiteira de sucesso: além de vender doces e bolos por encomenda, atua como arte-educadora no Recomeço, programa estadual de recuperação de dependentes de crack.

Todas as manhãs, ela retorna à cracolândia e dá aula de gastronomia para os usuários que quiserem participar – fazem bolos, tortas, doces. A oficina funciona como uma porta de entrada para o tratamento. "É redução de danos. Quando o dependente está aqui comigo, na aula, ele não fuma crack", explica.


@chef_desireemendes



Assista este vídeo - Uma verdadeira História de Vida e Superação!


Foto:Divulgação

Anne Carolline Soares da Silva

Anne Carolline Soares da Silva, tem 29 anos uma filha e trabalha alguns anos com gastronomia se formou na FMU em 2010 em São Paulo.Começou sua jornada na cozinha trabalhando como cozinheira em um grupo de restaurantes chamado Egeu lá permaneceu por 6 anos,trabalhei praticamente em  todos os restaurantes da rede,depois me aventurei em outro restaurante chamado Ecully premia do bib gourmand, aprendeu muito neste restaurante e trabalhou com uma equipe muito boa por lá.

Desabafa Anne - Não é muito comum mulheres que trabalham na linha de frente como nós dizemos ( praça quente) é universo muito dos homens ainda ( mas o cenário vem mudando) tive o prazer de trabalhar com algumas mulheres que nos representavam muito bem.Hoje neste dia da mulher espero que as mudanças continuem como vem acontecendo, oportunidades e salários igualitários,sem precisar de um dia especificamente para sermos respeitadas pelas nossas escolhas sejam elas profissionais ou pessoais.


@a.carolline02

 
Você Sabia?


O Dia Internacional da Mulher surgiu como uma homenagem a uma série de movimentos a favor dos direitos das mulheres.

Em 8 de março de 1857, trabalhadores de uma fábrica têxtil de Nova Iorque fizeram uma greve exigindo melhores condições de trabalho e igualdades de direitos trabalhistas para as mulheres e foram reprimidos violentamente pela polícia.

No entanto, foi somente no ano de 1910, em uma conferência na Dinamarca, que foi instituído o “Dia Internacional da Mulher” na data de 8 de março. O dia é uma homenagem mundial ao movimento pelos direitos das mulheres.

Esta é a homenagem a estas 6 mulheres maravilhosas e que o papo realiza no dia 8 de Março , Dia Internacional da Mulher

Parábens Mulheres do Brasil e do Mundo!

Link
Tags »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://paposabor.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp