MENU

06/06/2021 às 23h17min - Atualizada em 06/06/2021 às 23h17min

A Linguiça como Patrimônio Imaterial

Você sabia que a principal rua de Blumenau já foi chamada de Rua da Linguiça?

Patrícia Balistieri - Papo Sabor
Foto: divulgação


Este fato nos mostra o quanto este ingrediente era valorizado pelos colonos alemães, que trouxeram com eles as técnicas de fabricação desta iguaria e produziam suas linguiças de carne suína em suas casas para consumo próprio, ou para abastecer o comércio.

Ao longo dos anos a linguiça tem sido um capítulo à parte na gastronomia local, protagonista na alimentação do blumenauense, e elemento de forte identidade cultural, ao ponto de que a mais famosa leva o nome de “Linguiça Blumenau” e é Patrimônio Cultural Imaterial da cidade.

Para compreender todos esses valores envolvidos na relação da população blumenauense com este alimento, os formandos do Curso de Tecnologia em Gastronomia do Senac Blumenau Alessandra Roberta da Silva Sborowsky, Ana Paula Caresia, Douglas Cardoso e Isadora Laís Theiss estão desenvolvendo a pesquisa “A Linguiça Blumenau: identidade cultural e Patrimônio Imaterial”.

O trabalho traz a análise histórica e antropológica da cultura gastronômica existente em torno da linguiça, e culmina com a criação de um menu inteiramente autoral, tendo a linguiça presente desde a entrada até a sobremesa. Pensar a sociedade pelo viés da Gastronomia tem se revelado uma ferramenta incrível para a compreensão de hábitos e costumes de um grupo social. Humaniza a história, uma vez que cada um se enxerga como agente participante de sua preservação ou transformação.

E dá muito orgulho!

Por Patrícia Balistieri - Professora da Faculdade Senac Blumenau

 

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://paposabor.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp