MENU

01/07/2021 às 16h58min - Atualizada em 01/07/2021 às 16h58min

Coquetelaria com disciplina Oriental

“Pelo direito de beber melhor”

Cláudio Carada - Papo Sabor
Foto: Claudio Carada



Wakana Morishita - Bartender

Mãe, bartender, empreendedora, consultora e curiosa na arte de combinar e misturar sabores líquidos e hospitalidade. Referência no Médio Vale, Waka leva a alta coquetelaria para as pautas mais quentes da região.
 
Desde a faculdade já fazia e criava batidinhas e caipiras. Com algumas graduações não concluídas e muitas festas organizadas com sucesso, bióloga de formação.
 
Atuou por dez anos em indústrias químicas, metalúrgicas e de compósitos, onde construiu uma carreira brilhante gerenciando questões ambientais em multinacionais, viajou à trabalho pelo mundo, mas sempre estava de olho no que acontecia após o expediente, aqueles happy-hours tão esperados e inesperados.
 
Seus coquetéis autorais, criações cosmopolitas, joviais e surpreendentes, e contemporâneos alinhados a intensidade e o conhecimento de gestão, levam cores aromas e sabores a cada Drink.
 
A jovem Waka estudou enologia e coquetelaria como um hobby, mas em 2014 a crise na indústria tornou a área de meio ambiente uma perfumaria.
A transição de carreira foi necessária. Sem saber, ganhou a liberdade.
 
Waka passou a trabalhar como bartender em eventos na capital de São Paulo e na região de Sorocaba/SP. Em 2016, foi à Florianópolis passar uns dias, onde arrumou emprego e decidiu que ali faria uma nova história.
 
Trabalhou como bartender na Casa Quatro Oito, Hotel Boutique, e teve uma rápida passagem pelo Delfino 146 na época da inauguração do Porão.
 
Em 2018, retornou à Casa Quatro Oito, como chefe de bar e monta seu time.
Com Tom Oliveira e Pedro Neto criam uma carta conceitual que acompanha a trajetória deles nas etapas finais do Bacardi Legacy.
 
Ao final de 2018, assumiu com Lucas Dávila o Negroni 33 em Blumenau, pioneira na alta coquetelaria do Médio Vale. Com uma carta focada em releituras de clássicos, autorais e claro, versões do Negroni, passou a ter o reconhecimento da comunidade local.
 
Consultora desde 2017, em seu portifólio consta desde o tradicional Restaurante Chinês em Blumenau, beach bar como o Paradizzo na Praia Brava em Itajaí, até baladas como o Deck da Rivage em Blumenau e o peculiar Bossa Butiquim, na Lagoa da Conceição em Florianópolis.
 
Suas consultorias são customizadas às necessidades do negócio, com entregas que se apoiam na hospitalidade e excelência dos serviços, aumento da lucratividade através da venda de bebidas.
 
Para ela, oconceito “Pelo direito de beber melhor” é oferecer conhecimento e conteúdo aos seus convidados em suas experiências líquidas, possibilitando que façam escolhas cada vez mais assertivas na sua busca pelo sabor, tornando cada gole memorável.
 
Um dos projetos para o futuro é retomar cursos de formação presencial de bartenders e estender também seu conhecimento ao público final, através de workshops de degustação de coquetéis e experiências guiadas.
 
Ao convite de Tom Oliveira e Liz Vargas, atuou como júri do #movimentocachaçasc, responsável pelo back-end do concurso e pela capacitação dos 17 semifinalistas, como curadora das palestras que visam tornar estes profissionais agentes de mudança e protagonistas em seu local de trabalho, sendo a ponte entre a indústria de bebidas e a casa onde atuam.
 
Hoje você pode conferir o trabalho dela no Curt Wine e Bar, em Blumenau com coquetéis de sua assinatura, clássicos e releituras, com possibilidade de trilhar diferentes combinações de sabor e aromas. Ao passar por Blumenau, esta parada obrigatória.
 
Dicas de drinks
 
Foto: Cláudio Carada
Drink 1: Menina Dança #2

15 mL Purê de Yuzu Monin
20 mL Licor 43
20 mL limão espremido
50 mL cachaça Primavera Cabriúva

Bata todos os ingredientes na coqueteleira com gelo. Sirva com dupla coagem em taça coupé ou martini resfriada.
 
Levemente cítrico, com notas doces de baunilha, erva doce e cardamomo. Pode ser servido em copo com bastante gelo, se preferir um drink menos doce
 
Foto: Cláudio Carada
Drink 2: Purple Jack 
15 mL purê de mirtilo Monin
15 mL licor de açaí e guaraná Schluck
20 mL limão espremido
50 mL whisky Jack Daniel's
 
Bata todos os ingredientes na coqueteleira com gelo. Sirva diretamente em copo alto e enfeite com mirtilo fresco e folhas de hortelã. 

As notas de Frutas vermelhas e a madeira característica do Jack Daniel's. Sirva com bastante gelo

 Foto: Cláudio Carada 
Drink 3: Yang
40 mL Jägermeister
20 mL Jack Daniel's Apple
15 mL xarope de mel 1:1 (uma parte de água para uma de mel)
50 mL suco concentrado de maracujá
 
Bata tudo na coqueteleira com gelo e sirva em copo baixo coado sobre gelo novo.
 
As notas de maçã do Jack Apple harmonizam com especiarias do Jägermeister. O maracujá trás acidez ao drink. Se preferir menos ácido, experimente diminuir a quantidade de maracujá.

Gostou deste Post ? Compartilhe com seus amigos e veja também a entrevista com nossa bartender na integra e se inscreva-se em nosso canal


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://paposabor.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp