09/11/2021 às 21h02min - Atualizada em 09/11/2021 às 21h02min

VINHOS NAS ALTURAS DE SANTA CATARINA

Qual o significado de altitude na denominação de um vinho?

Eduardo Bassetti - Papo Sabor
Divulgação
 
A altitude, medida em metros sobre o nível do mar, somente tem sentido quando relacionada à latitude de um determinado lugar. Por exemplo, os efeitos da altitude no Piemonte, Norte da Itália, é muito diferente da altitude no Sul do Brasil.

O Piemonte dos vinhos está a cerca de 300 metros de altitude, mais acima está o Piemonte das Estações de esqui, onde só se consegue mesmo beber bons vinhos, nunca produzi-los.

No Sul do Brasil, mais precisamente na Serra e Planalto Catarinense, a altitude tem o efeito de compensar a baixa latitude – perto dos 28o – oferecendo condições climáticas bem diferentes das de outras regiões de mesma latitude, mas que estão no nível do mar, como por exemplo, Araranguá, no litoral catarinense.

A altitude na região da Serra Catarinense traz consigo um efeito climático muito benéfico para a produção de frutas de clima temperado, como a maçã. A maçã produzida na Serra Catarinense, mais precisamente em São Joaquim, é considerada a mais saborosa do mundo! O frio rigoroso no inverno, que proporciona a dormência para as árvores frutíferas, é tão importante na qualidade da fruta quanto o verão ameno e seco. Significa que no verão faz calor de dia – até 28oC – e frio de noite – até 6oC. Este diferencial de temperaturas num mesmo dia é conhecido como amplitude térmica e este efeito é fundamental para a qualidade das frutas.

A uva vinífera – vitis vinifera – é também uma fruta de origem europeia que precisa ter seu ciclo anual bem marcado. Muito frio no inverno e grande amplitude térmica no verão. Aqui em São Joaquim, e em outras cidades da Serra e Planalto Catarinense, como Caçador, esta amplitude térmica pode ultrapassar os 20oC. O clima de altitude, graças a uma boa distância – cerca de 100 km – do Oceano Atlântico, é seco no verão, mais notadamente nos meses de março, abril e maio, quando se completa a maturação das uvas.

O clima seco diminui a incidência de doenças, principalmente as originadas por fungos, permitindo que a maturação se complete sem a necessidade de tratamentos com produtos agrotóxicos ou orgânicos.

O efeito mais importante da altitude é alongar o tempo de maturação das uvas, empurrando este ciclo para os meses mais secos e ensolarados do ano. Assim, a incidência da luz solar nos cachos e nas folhas proporciona uma completa maturação, o que em outras regiões não se poderia obter.

Outro efeito da altitude é que, mesmo com uvas bem maduras, a acidez é elevada, fator importantíssimo no tripé acidez-álcool-estrutura, contribuindo para a excelente aceitação destes vinhos.

Existem outras regiões de altitude no mundo, como na Bolívia, no Chile, na Argentina, cada uma com suas peculiaridades e que buscam o reconhecimento do consumidor. Há produtos para todos os gostos e há consumidor para todos os tipos de vinhos, o que torna esta bebida muito especial.

Saúde! E bons vinhos...

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://paposabor.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp